segunda-feira, 22 de dezembro de 2008


Me beija com calma e fundo
Até minh'alma se sentir beijada
.

16 comentários:

kris disse...

falta-me isso...e muito mais

NAFTAMOR disse...

Kris,

Só tu !!!

risssssssssssssssssooooooooooooos

Ah! LEOAS, leoas!!

Ana Oliveira disse...

Oh meninas!
Só vocês para me fazerem rir de uma coisa tão séria!!!

NAFTAMOR disse...

Ana Oliveira,

tens razão;
mas do que te ris ?

Ana Oliveira disse...

Naft

Quando vi o post apeteceu-me arranhar a parede...
Chego aqui e
À Kris falta-lhe mais do que um beijo que lhe chegue à alma...
Tu ris e falas das leoas...
E eu ri, acho que de mim...

NAFTAMOR disse...

Ana,

Se tens vontade de arranhar a parede, falta qualquer coisa....
Se te ris, estás como as Leoas e mais não o és........

logo está aqui um belo trio, sim senhora....

Ana Oliveira disse...

Falta, falta, oh se falta!

Rio como as leoas... e às vezes arranho...a maior parte das vezes a mim própria (em sentido figurado e não literal, que eu cá gosto bastante de mim)

Acredita, um trio de se lhe tirar o chapéu!!!

NAFTAMOR disse...

Ana,

Trio
Três e bastante diferentes, por mim falo já que penso na minha raridade ....

Ana Oliveira disse...

Raridade...especial acho que sim...mas rara????
Temos puzle?

NAFTAMOR disse...

Ana,

pronto, rara, especial, diferente, eu não sei o termo certo a esta hora...

puzle?

não, isso é para ti!!!

kris disse...

realmente que trio aqui vai..meninas é Natal...vamos a animar?

à Leoa kris falta muita coisa, ai..mas isto de andar atrás do inalcansável cansa...já ando aqui a arfar...


oh ana, ainda me há-des dizer o que te falta...caranguejo..não os conheço assim tão bem...as leoas eu sei como funcionam...né naft?

beijo às duas meninas

Ana Oliveira disse...

Oh Kris

Tens cada pergunta!

Leoas e caranguejas à parte...todas precisamos do mesmo...umas têm outras não!
Eu não tenho agora...quero esquecer que tive. Navego em águas turvas, que nem chegam ao mar, nem ficam paradas...O que eu preciso mesmo é que me deixem esquecer e não venham, periodicamente, dizer-me: que felizes que nós éramos!
Se eu fosse de asneira agora saía-me uma valente, mas não esqueço que estou abusivamente em casa alheia!

Naft, desculpa a ocupação selvagem, mas responder à Kris tinha de ser aqui ou ficava fora de contexto.
Beijo pela paciência.

Ana

NAFTAMOR disse...

Meninas cheguei!!

mas fiquem á vontade, que estão na vossa casa!

tb pode vir uma asneirinha que alivia; mas como já se entenderam, não preciso de dizer mais nada;

e os beijos vão para a Kris e para a Ana.

Dormiram bem?
Eu nem por isso.......

kris disse...

naft,

dormi mais ou menos..acordei varias vezes..

Ana, solta as asneiras ..:) faz bem.Bem sei que andamos todas à procura do mesmo...mas sabemos que é possível lá chegar porque já tivemos..agora é que não..
Também não é caso para desesperos, não nos leva a lado nenhum..o tempo vai ensinando muita coisa e a forma como lidar com as coisas..uns dias piores, outros melhores.
o que te perguntava, Ana, é como tu o lá chegas..porque eu sei como as leoas o fazem..

Naft, claro que nos entendemos..gosto de ouvir a Ana a falar..eloquente :)
de qualquer forma também peço desculpa pela ocupação abusiva do teu sofá...

o trio volta a juntar-se..

beijo meninas

Ana Oliveira disse...

Naft

Obrigada pelo cantinho aconchegante!
Dormir bem, dormi, o problema é adormecer... e acordar muito antes de ter dormido o suficiente.

Kris
Nós as caranguejas chegamos ao que queremos com muita persistência e superamos o que perdemos com muito orgulho e muito de roer de unhas, com um sorriso por fora e lagrimas por dentro, com saudades das coisas boas e rangendo os dentes quando lembramos as más, e tanto lembramos as más que as boas se vão esbatendo...mas leva tempo...e as memórias são amigas traiçoeiras.

Beijos às duas

kris disse...

Ana...e naft(que tás ai sentadinha a "ver-nos"),

as memórias das coisas boas são, por vezes, aquilo que sustenta um amor..tentamos esquecer as más e vivemos assim..claro que não conseguimos fazer isso eternamente e é quando as coisas começam a correr mal..

mas fiquei esclarecida..e gosto da personalidade das "caranguejas"!

beijo* à Ana e À naft